top of page
  • Foto do escritorIfigênia à Brasileira

Os Incêndios de Nossa Cultura

Atualizado: 16 de set. de 2021

Boa leitura, mas se preferir ouvir, basta clicar sobre a foto que você será direcionado ao Spotify.

Crédito Imagem: akshar-dave-NEye0hR6tZs-unsplash

Olá, sou o Marco Faustino, o porta-voz de Dona Ifigênia, a senhora que nesse canal nos oferece suas histórias pessoais e seus exemplos de vida. Ifigênia esteve ausente vários dias, calada em seu quarto e sem querer sair de suas quatro paredes. Isso ocorreu após ela ter tomado contato com alguns acontecimentos de nosso Brasil mais atual. Numa manhã, quando seu médico passava em visita para lhe acompanhar mais de perto, ela finalmente voltou a tecer seus comentários.


Que triste o país que vivemos hoje, meu caro doutor. Fiquei sabendo de umas coisas que me deixaram preocupada e profundamente magoada. O Brasil sempre foi um país mundialmente reconhecido como terra produtora de grandes artistas. Artistas da música, da pintura, da escultura, do cinema e da televisão. Sempre tivemos também um grande acervo cultural em nossos museus, alguns contendo verdadeiros tesouros da humanidade. Mas veja só o que acabei tomando conta lendo essas revistas que você me trouxe dias atrás!

Nossa arte, cultura e também nossa educação, muito ligada a tudo isso, estão completamente desprestigiadas pelos governantes atuais de nosso povo. A pasta da cultura está sendo hoje administrada pelo Ministério do Turismo. Que absurdo meu Deus! Esqueceram que é também a partir da cultura e do incentivo de suas manifestações que um povo se reconhece e pode desenvolver laços de cidadania?

Por outro lado, também acabei sabendo que nossos museus, sede do depositário de muitas de nossas memórias e tesouros culturais estão longe de ter o cuidado e carinho que merecem. Três importantes museus desse país, reconhecidos internacionalmente, sofreram incêndios nos últimos tempos. O Museu Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro, teve seu acervo quase totalmente queimado no incêndio de 2018, pouca coisa vai poder ser restaurada naquele que foi um dos maiores museus de história natural do planeta. Já o incêndio na Cinemateca de São Paulo foi mesmo um desastre agendado! Mandos e desmandos deixaram o local à mercê do que acabou acontecendo. E perdemos importantes conexões com nossa própria história. O museu da língua portuguesa também queimou, mas tivemos sorte, esse conseguiu ser reconstruído pelo tipo de equipamento utilizado. Esse, pelo menos vai continuar.

Da mesma forma que nossas florestas e savanas queimam por conta de descaso e interesses escusos e não vão sobreviver sem atitudes mais conscientes, nossa cultura também precisará dessa percepção. Só que esse olhar consciente não consegue ser desenvolvido sem apoio de instituições relevantes e atuantes. E hoje percebo que vivemos o dilema de que apesar de tanto barulho que hoje ouvimos, ações efetivas acabam não ocorrendo. Não ocorrem porque não são de fato incentivadas e não são incentivadas porque o interesse político e econômico não está para ali voltado. É uma pena para as gerações futuras. Nossos netos e bisnetos vão ter muito a lamentar de nossas ações e omissões.


Esse foi o comentário de Ifigênia a seu médico. Ela parece que estava um pouco deprimida, não é verdade? Mesmo assim, você concorda com o que ela disse? Até o próximo episódio.

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page